9 dicas para você montar o seu planejamento anual

Por Levon Boligian

Publicado em 11/02/2016

A volta à rotina escolar é uma mistura de alegria, tensão e angústia para qualquer docente. Retomar os trabalhos na escola já pressupõe logo de cara que iremos enfrentar a tão temida Semana Pedagógica, onde, em reunião com a direção, a coordenação e os demais colegas (da nossa área e das demais disciplinas), colocaremos no papel o famigerado Planejamento Anual.

Com o objetivo de fazer essa tarefa tornar-se mais prazerosa e frutífera – já que ela é inerente à sua função, ou seja, ninguém poderá fazê-la por você -, aqui vão algumas sugestões que podem dar uma guinada no seu ano escolar de 2016.

  • Parta das utopias não realizadas para nortear seu planejamento. Não tenha medo de divagar em seus sonhos de ensino. Deixe eles fluírem a partir de sua imaginação e coloque-os no papel. Somente em um segundo momento leve em consideração a realidade da sua escola. Porém, mesmo assim, não desista de seu plano utópico - adéque-o a essa realidade;

  • Planejar significa prever ações de ensino que permitam atingir determinados objetivos. Contudo, sabemos que nem tudo o que projetamos em nosso planejamento anual é alcançado. Por isso, fique atento e busque resgatar aquelas atividades que acabaram ficando de lado em anos anteriores, e que seriam fundamentais para a consolidação da aprendizagem dos alunos. Reveja suas estratégias para que isso não ocorra novamente;

  • Lembre-se que além do planejamento geral é fundamental que você detalhe, pelo menos, o primeiro mês de aulas, com planos de ensino e/ou sequências didáticas. Isso lhe dará fôlego e ânimo para continuar o detalhamento do planejamento para os bimestres seguintes;

  • Se você é novo na escola, intere-se do Plano Político Pedagógico da instituição. Agora, se já é veterano, reveja-o. Nunca é demais!

  • Caso seja responsável por uma nova turma, corra atrás dos colegas que lecionaram no ano anterior para se inteirar dos conteúdos que eles conseguiram trabalhar e de quais objetivos foram alcançados. Isso servirá de base para o seu planejamento detalhado. De sua parte, leve as informações da turma que está deixando e entregue para o colega que irá assumi-la. Camaradagem é algo que será auspicioso para você no ano se inicia;

  • Fique de olho no calendário escolar das unidades onde está lecionando para que não haja conflitos entre datas importantes (feriados, festas, feiras de ciências, etc.) e não seja pego de surpresa;

  • Busque focar na sua disciplina, não deixe que os problemas de ordem burocrático-administrativa engessem sua criatividade ou lhe desanimem para desafios e novos projetos em sua área;

  • Reforçando a dica anterior, seja subversivo e não deixe que planejamentos meramente burocráticos que são impostos a você pela coordenação ou direção da escola se sobreponham às suas expectativas didático-pedagógicas. Tenha bem claro onde você, dentro da sua área e disciplina, deseja chegar com os seus alunos;

  • Tenha claro que esse planejamento anual, mais geral, somente terá bons desdobramentos se você e seus colegas de área ou de ciclo mantiverem encontros regulares (semanais ou, pelo menos, quinzenais). Aproveite e compartilhe com seus colegas suas descobertas e suas dificuldades, provocando uma troca de experiências que irá enriquecer o seu planejamento durante o ano.

Seja feliz buscando sempre o bem-estar da sua comunidade escolar! Bom ano de 2016!

 

Para saber mais:

Planejamento: Projeto de Ensino-aprendizagem e Projeto Político-Pedagógico, Celso dos Santos Vasconcellos, 206 págs., Ed. Libertad, R$ 38 

Planejamento na Sala de Aula, Danilo Gandin, 108 págs., Ed. Vozes, R$ 16

Voltar