5 expressões com origem na escravidão

Muitas das expressões que usamos hoje no dia a dia surgiram na época da escravidão e tinham significado bem diferente

Por Mie Francine Chiba

Fonte: hypeness.com.br

Publicado em 28/11/2016

Todos os dias, usamos expressões das quais sequer sabemos a origem. “Nas coxas”, “pra inglês ver” ou “bucho cheio” são algumas delas, e nem imaginamos que essas expressões vêm de um período sombria da História do Brasil, que é a escravidão. Na época, elas tinham um significado bem diferente, quer ver? O Hypeness publicou recentemente uma matéria especial que reúne diversas expressões brasileiras com origem na escravidão. Veja algumas delas abaixo. Para ver a lista completa, clique aqui.

1. Tem caroço nesse angu

A expressão, que significa que alguém estaria escondendo algo, tem sua origem em um truque usado pelos escravos para se alimentarem. Muitas vezes, o alimento servido a eles era apenas uma porção de angu de fubá, mas a escrava que lhes servia às vezes conseguia esconder um pedaço de carne ou torresmos por baixo do angu. Por isso a expressão “tem caroço nesse angu”.

2. A dar com pau

Nos navios negreiros, muitos negros capturados preferiam morrer a serem escravizados. Por isso, durante a travessia da África para o Brasil, faziam greve de fome. Nesse contexto, foi criado o “pau de comer”, uma espécie de colher que era enfiada na boca dos escravos a fim de obrigá-los a comer.

3. Nas coxas

Ainda não há consenso sobre a origem dessa expressão, que quer dizer algo mal feito, realizado sem capricho. Mas a teoria mais popular afirma que a expressão viria do hábito dos escravos moldarem as telhas em suas coxas que, por possuírem tamanhos e formatos diferentes, acabavam irregulares e mal encaixadas.

4. Para inglês ver

Em 1830, a Inglaterra exigiu que o Brasil criasse um esforço para acabar com o tráfico de escravos, e impusesse enfim leis que coibissem tal prática. O Brasil acatou a exigência inglesa, mas sabia-se que eram leis existentes somente no papel, “para inglês ver”.

5. Bucho cheio ou Encher o bucho

A expressão hoje é usada com o significado de estar bem alimentado, de barriga cheia. Mas na época da escravidão, significava a obrigação de os escravos que trabalhavam nas minas de ouro preencherem com ouro um buraco na parede, conhecido como “bucho”, para só então receber sua tigela de comida.

Foto: Cícero R. C. Omena via VisualHunt.com / CC BY

Voltar