Uma receita árabe e ibero-americana: o alfajor

Doce recheado com doce de leite e coberto com chocolate é famoso no Uruguai e Argentina; iguaria tem origem na cozinha árabe

Por Mie Francine Chiba

Fonte: pucsp.br/maturidades; havanna.com.br

Publicado em 02/12/2016

O alfajor - um doce com duas ou três camadas de uma massa ao mesmo tempo macia e crocante recheada com doce de leite e coberto com chocolate - se tornou símbolo em países ibero-americanos, como Uruguai e Argentina. Mas, segundo o site da marca Havanna, o doce tem origem na cozinha árabe. O “alhasú” (recheado), como era chamado, chegou à Espanha em 1711 com a ocupação árabe na Península Ibérica.

Segundo o Jornal Maturidades, da Universidade Aberta à Maturidade da PUC-SP, na Venezuela e no Peru, a guloseima era servida até mesmo aos exércitos espanhóis, como refeição. Essas seriam, inclusive, os primeiros registros da presença do alfajor na América Latina. Mas foi na Argentina, em 1896, que o doce teria ganhado o formato redondo e começado a ser produzido por um químico francês chamado Augusto Chammás.

Originalmente recheado com doce de leite, os alfajores se popularizaram em outros países e já começam a aparecer novas versões da receita, com recheios diferentes. Aprenda a fazer em casa:

Foto: lovelihood via VisualHunt.com / CC BY-SA

Voltar