Procurando Dory: uma aula sobre vida marinha e família

Longa animado sobre a peixinha azul esquecida de Procurando Nemo levanta assuntos importantes como a preservação da vida marinha e a importância da família

Por Mie Francine Chiba

Publicado em 08/11/2016

Por que assistir?

1. Procurando Dory é uma sequência de Procurando Nemo com foco na simpática personagem da peixinha azul dememoriada; se você gostou de Procurando Nemo, com certeza vai gostar de Procurando Dory;

2. Assim como Procurando Nemo, Procurando Dory é uma belíssima aula sobre a vida marinha: como todos os filmes da Pixar, o longa animado preocupa-se em imprimir nos personagens e cenários todos os detalhes inerentes à realidade;

3. Outra semelhança com outros filmes da Pixar está na mensagem relacionada a valores: nesse caso, Procurando Dory fala sobre a importância da família;

4. Procurando Dory é um filme sobre uma peixinha com perda de memória e mostra todas as implicações que isso traz - à personagem e a todos que estão ao seu redor;

Vale a pena assistir em sala de aula?

1. Sim, mas como o filme tem 1h37min de duração, recomenda-se passar em mais de uma aula;

2. Serve como referência para as aulas de Biologia – ecologia, vida marinha - e para atividades artísticas, como desenhos, pintura e redação;

3. O desenho é excelente para trabalhar com as crianças e jovens temas como família, preservação do meio ambiente e da vida marinha e deficiência;

Sobre o filme

Quem não se simpatizou com a peixinha azul esquecida de Procurando Nemo? Pois ela ganhou um filme só para ela com Procurando Dory. O longa animado fala sobre a origem de Dory e pega carona com os personagens da história de Nemo para contar de um episódio em que ela tenta encontrar sua família. Com a ajuda de Marlin e Nemo, ela sai para uma longa jornada mas acaba se perdendo no caminho. Nisso, a busca se divide em duas: enquanto Dory procura seus pais, Marlin e Nemo, preocupados, também procuram por Dory.

Nas suas buscas, Dory passa por um aquário de vida marinha, onde encontra o polvo Hank. No local, assim como no mar, o longa se torna uma bela aula de ecologia em que professores e alunos podem identificar diversas espécies da fauna marinha, como a baleia beluga e o tubarão baleia. A própria Dory é uma peixinha da espécie cirurgião-patela.

Família

Mas talvez a maior lição do filme resida no objetivo de Dory durante toda a história: encontrar sua família. São eles que dão todo o suporte para que a peixinha, que sofre de perda de memória, consiga sobreviver sozinha. Depois que Dory se perde de seus pais, ela se esquece que tem uma família, mas algo a faz lembrar disso e então a protagonista começa a recordar da importância que eles tiveram e têm em sua vida. O esforço que os pais de Dory também fizeram, em paralelo, para reencontrarem a filhote perdida também é algo lindo de se ver.

A relação entre Dory e seus pais também é inspiradora para pessoas que tem alguma deficiência ou para quem cuida ou convive com elas. A família exerce um papel fundamental na formação das crianças.

Veja o trailer:

Voltar